Surgeons During Operation

ADENOIDECTOMIA

Como é realizada a cirurgia ?

A cirurgia é realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral e dura cerca de 30 minutos. Existem duas formas de se realizar o procedimento. A primeira sob a técnica de curetagem, onde é realizada uma raspagem da adenóide. Já a segunda é sob a técnica endoscópica, com um aparelho, o microdebridador, que remove o tecido adenoideano por sucção. Ambas as técnicas são realizadas pela boca, não há cortes pelo pescoço. Nossos médicos-cirurgiões estão capacitados para realizar ambos procedimentos.

Geralmente os pacientes estão aptos para receber alta hospitalar após 8-10 horas de observação, mas cada caso é um caso, e não podemos generalizar.

A adenoidectomia pode realizar-se isoladamente ou associar-se a outros procedimentos cirúrgicos, mais frequentemente à amigdalectomia (designando-se neste caso adenoamigdalectomia) ou à miringotomia com colocação ou não de tubos de ventilação


Quais as possíveis riscos e complicações associadas ao procedimento cirúrgico ?

  • Complicações associadas ao procedimento anestésico

  • Hemorragia no pós-operatório

  • Desidratação, por dificuldade e/ou recusa alimentar

  • Infeção

  • Lesão de estruturas anatómicas na proximidade dos adenóides

  • Pode ocorrer no pós-operatório inicial, refluxo faringonasal (saída de alimentos pelo nariz), ou voz anasalada que geralmente revertem ao fim de algumas semanas

  • Recidiva: mais comum em crianças alérgicas, e pode ser necessária reintervenção cirúrgica

  • Perda ou quebra de dentes, principalmente de leite


Cuidados pós operatórios


Recomenda-se uma dieta fria, para evitar sangramentos, e de textura mais mole, para facilitar a mastigação e deglutição. Evitar ambientes quentes, exposição solar e esforço físico.

Podem aparecer sintomas como dor de garganta e de ouvido, halitose (mau hálito), vômitos, febre e alteração da voz.

Muito importante seguir as orientações médicas e a prescrição, e entrar em contato com a equipe cirúrgica caso tenham dúvidas.