• Clinica Santa Catharina

Julho Verde - Câncer de Laringe


O câncer de laringe ocorre predominantemente em homens acima de 40 anos e é um dos mais comuns entre os que atingem a região da cabeça e pescoço. Representa cerca de 25% dos tumores malignos que acometem essa área.


Existe três áreas em que se divide a laringe: supraglote, glote( onde se localizam as pregas vocais) e subglote. E em todas pode ocorrer o Câncer de Laringe. Aproximadamente 2/3 dos tumores surgem nas pregas vocais.


Fatores de Risco para o Câncer de Laringe


- O fumo e o álcool são os principais fatores de risco, sendo que o fumo aumenta em 10 vezes a chance de desenvolver o câncer de laringe.

- Estresse e mau uso da voz

- Excesso de gordura corporal


Sinais e sintomas do Câncer de Laringe


Os sintomas estão diretamente ligados à localização da lesão. Assim, a dor de garganta, principalmente durante a deglutição, sugere tumor supraglótico, e rouquidão indica tumor glótico ou subglótico.

O câncer supraglótico geralmente é acompanhado de outros sinais, como alteração na qualidade da voz, disfagia leve (dificuldade de engolir) e sensação de "caroço" na garganta. Nas lesões avançadas das cordas vocais, além da rouquidão, podem ocorrer dor na garganta, disfagia mais acentuada e dispneia (dificuldade para respirar ou falta de ar).


Diagnóstico do Câncer de Laringe


A suspeita do câncer da laringe se dá por meio da videolaringoscopia, exame que pode ser feito no consultório do otorrinolaringologista ou em alguns casos do cirurgião de cabeça e pescoço . Já a confirmação se dá por meio de biópsia. A biópsia pode ser feita sob anestesia local, ou sob anestesia geral pela laringoscopia direta. Dependendo da localização da lesão e do estado de saúde em que o paciente se encontra.


Tratamento do Câncer de Laringe


De acordo com a localização e a extensão do câncer, ele pode ser tratado com cirurgia e/ou radioterapia e com quimioterapia associada à radioterapia.


Fonte: INCA





0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo