• Clinica Santa Catharina

Julho Verde - Câncer de Boca


O câncer da boca (também conhecido como câncer de lábio e cavidade oral) é um tumor maligno que afeta lábios, estruturas da boca, como gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas) e a região embaixo da língua. Infelizmente a maioria dos casos é diagnosticada em estágios avançados.


Fatores de risco para o Câncer de Boca


Tabagismo:  Quem fuma cigarro ou utiliza outros produtos derivados do tabaco, como cigarro de palha, de Bali, de cravo ou kreteks, fumo de rolo, tabaco mascado, charutos, cachimbos e narguilé, entre outros,tem risco muito maior de desenvolver câncer de boca e de faringe do que não fumantes. Quanto maior o número de cigarros fumados, maior o risco de câncer.   

Consumo regular de bebidas alcoólicas.

Exposição ao sol sem proteção nos lábios.

Obesidade

Exposição a óleo de corte, amianto, poeira de madeira, poeira de couro, poeira de cimento, de cereais, têxtil e couro, amianto, formaldeído, sílica, fuligem de carvão, solventes orgânicos e agrotóxico está associada ao desenvolvimento de câncer de boca. Os trabalhadores da agricultura e criação de animais, indústria têxtil, de couro, metalúrgica, borracha, construção civil, oficina mecânica, fundição, mineração de carvão, assim como profissionais cabeleireiros, carpinteiros, encanadores, instaladores de carpete, moldadores e modeladores de vidro, oleiros, açougueiros, barbeiros, mineiros, canteiros, pintores e mecânicos de automóveis podem apresentar risco aumentado de desenvolvimento da doença.

Infecção pelo vírus HPV está relacionado a alguns casos de câncer de orofaringe.


Como prevenir o Câncer de Boca


Não fumar

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

Ter alimentação rica em frutas verduras e legumes

Manter boa higiene bucal

Usar preservativo (camisinha) na prática do sexo oral


Quais são os sinais e sintomas do Câncer de Boca

Os principais sinais que devem ser observados são:


Lesões (feridas) na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias, que podem apresentar sangramentos e estejam crescendo.

Manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, céu da boca ou bochechas

Nódulos (caroços) no pescoço

Rouquidão persistente

Nos casos mais avançados observa-se:

Dificuldade de mastigação e de engolir

Dificuldade na fala

Sensação de que há algo preso na garganta

Dificuldade para movimentar a língua

Fique atento a esses sinais e a mudanças na coloração ou aspecto da sua boca. No caso  de anormalidades, procure um profissional de saúde.


Diagnóstico do Câncer de Boca


O diagnóstico do câncer de cavidade oral normalmente pode ser feito com o exame clínico (visual), mas a confirmação depende da biópsia. O diagnóstico inicial permite tratamento com melhor resultado funcional, visto que tumores diagnosticados em estágios mais avançados vão implicar em tratamentos mais agressivos com maior chance de sequelas.


Tratamento do Câncer de Boca


Na grande maioria das vezes é cirúrgico, tanto para lesões menores, com cirurgias mais simples, como para tumores maiores. O cirurgião de Cabeça e Pescoço é o profissional que vai avaliar o estágio da doença. Essa avaliação, associada a exames complementares determinará o tratamento mais indicado.

A radioterapia e a quimioterapia são indicadas quando a cirurgia não é possível ou quando o tratamento cirúrgico traria sequelas funcionais importantes e complicadas para a reabilitação funcional e a qualidade de vida do paciente.

Em todas as etapas do tratamento é importante o aspecto interdisciplinar (com a participação de vários profissionais de saúde) visando a prevenir complicações e sequelas.


Fonte: INCA

Campanha Julho Verde - Câncer de Boca
Julho Verde - Câncer de Boca





7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo