Populares-7.jpg

TONSILECTOMIA

Como é realizada a cirurgia ?

A cirurgia, também conhecida como Amigdalectomia é realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral e dura cerca de 1 hora. A via de acesso é pela boca, não há cortes pelo pescoço. Após a remoção das amígdalas, que pode ser realizada por várias técnicas de dissecção, procede-se à hemostasia local (controle da hemorragia ativa), sendo o método de  eletrocauterização de escolha por nossos cirurgiões. Por vezes há necessidade de realizar pontos de sutura.

Geralmente os pacientes estão aptos para receber alta hospitalar após 8-10 horas de observação, mas cada caso é um caso, e não podemos generalizar.

A tonsilectomia pode realizar-se isoladamente ou associar-se a outros procedimentos cirúrgicos, mais frequentemente à adenoidectomia (designando-se neste caso adenotonsilectomia).


Quais as possíveis riscos e complicações associadas ao procedimento cirúrgico ?

  • Complicações associadas ao procedimento anestésico

  • Hemorragia no pós-operatório

  • Desidratação, por dificuldade e/ou recusa alimentar

  • Infeção

  • Lesão de estruturas anatômicas na proximidade dos amigdalas.

  • Pode ocorrer no pós-operatório inicial, refluxo faringonasal (saída de alimentos pelo nariz), ou voz anasalada que geralmente revertem ao fim de algumas semanas

  • Perda ou quebra de dentes, principalmente de leite


Cuidados pós operatórios


Recomenda-se uma dieta fria, para evitar sangramentos, e líquida nos primeiros dias pós operatórios. Evitar ambientes quentes, exposição solar e esforço físico.

Podem aparecer sintomas como dor de garganta e de ouvido, halitose (mau hálito), vômitos, febre e alteração da voz.

Muito importante seguir as orientações médicas e a prescrição, e entrar em contato com a equipe cirúrgica caso tenham dúvidas.